K A L I B R A D O S

"CARTAS NA MESA" A PROVA DOS NOVE
Os Kalibrados é um grupo de rap angolano, constituído por Vui Vui, Kadaff, Mister K e Laton, em 3 de Julho de 2005, lançaram o seu primeiro trabalho discográfico com o título “Negócio fechado”, um verdadeiro estouro que automaticamente levou o grupo a um nível invejável, o sucesso do álbum atravessou fronteiras. Desde então, estes quatro jovens já viveram todo tipo de experiências com os fãs, umas melhores outras não tão boas, acima de tudo porque a explosão foi muito rápida e tiveram de se adaptar na mesma velocidade ao facto de já não serem anónimos e passaram a ser ídolos para várias pessoas, com vários caracteres e personalidades, cores e nacionalidades mas que tinham em comum o facto de gostarem dos Kalibrados e do seu trabalho no caso a música.
Quais os momentos (ou concerto) que mais vos marcaram ao longo destes dois anos?
Sim acreditamos que levantamos a bandeira Angolana dentro do possível em muitos palcos e alguns países, em Portugal fizemos grandes festivais como Super Bock Super Rock, e o Sudoeste fomos a países como Inglaterra, Africa do Sul, Alemanha, Namíbia, Moçambique, só para citar alguns dividimos os mesmos palcos com algumas dos maiores estrelas do Rap mundial como Busta Rhyhmes, Jay-Z, Sean Paul, Kanye West, 50 Cent entre outros e tivemos alguns convites que na altura pela nossa agenda foi-nos difícil de aceitar

O movimento Hip-Hop angolano parece viver um bom período com um número cada vez maior de mc’s e bandas. Sentem que estão a ser dados os passos certos para ser criada uma identidade forte para o Hip Hop produzido em Angola?
De facto aparecem cada vez mais bandas e mc´s mas é necessário e urgente agora filtrar a quantidade pela qualidade e no nosso entender mais grave ainda vermos em muito poucos uma identidade forte, capaz de ser uma referência de Angola para o resto do mundo a nível de Rap.

No panorama nacional, quem pensam que se tem destacado mais e merece que o seu trabalho seja reconhecido? E a nível internacional, quais são as vossas grandes referências neste momento?
Dj Callas, Anselmo Ralph, zona 5, Sandokan são alguns dos que merecem reconhecimento, por se destacarem pelo trabalho e sucesso.
A nível internacional enquanto grupo preocupamo-nos em estar actualizados com o que “acontece” mas temos estado a ouvir álbuns antigos que marcaram época, desde Common Sense, Eminem, Das Fx, clássicos do hip hop…

Simultaneamente com o vosso sucesso surgiu aquilo a que muitos chamaram “a nova onda de beefs em Luanda”. Que opinião têm sobre esses beefs?
Penso nós, Kalibrados viemos com uma atitude diferente do que se estava habituado a ouvir principalmente para os artistas do Main Streem, tendo em conta que alguns do elementos do grupo se terem destacado nas ruas e programas de rádio em concursos de Improviso e ate mesmo de batalhas muito comuns no Rap, logo e por consequência disso mesmo fomos sempre picados por alguns outros rapers que queriam atenção, e também pôr-nos a prova, mas é pacifico e isso também faz parte do Rap ate certo ponto, depois vem com certeza o amadurecimento que nos faz olhar para trás e concluir que tudo é só e tão somente uma fase que passamos para estarmos onde hoje estamos.

E sobre a “rivalidade” com os Army Squad? É caso para tirar as aspas da palavra rivalidade?
Na verdade nunca ouve rivalidade ouve sim muitos males entendidos e diz que não diz que posteriormente passaram para musica ou não fosse isso Rap, mas como músicos maduros, e adultos que hoje somos paramos, conversamos, acabamos por concluir que devemos seguir nossos caminhos mas em paz e harmonia fizemos por isso mesmo um show para anunciar em paz e temos alguns trabalhos juntos em carteira para o decorrer do ano.

Que opinião têm sobre o trabalho deles?
Respeitamos e gostamos trabalho deles produziram grandes êxitos em Angola.
O NOVO DISCO
A mistura entre o hip-hop e os ritmos tradicionais do semba esteve na base do trabalho desenvolvido no álbum de estreia. Este novo álbum vai dar continuidade a “Negócio Fechado”, ou irá recorrer a sonoridades e ritmos diferentes?

Neste novo trabalho queremos manter a nossa linha e a marca Kalibrados em relação a sonoridades e vibe artística, mas obviamente que assim como a vida não é estática nos também não e giramos em torno da evolução, amadurecimento e inovação, assim descrevemos o nosso novo álbum.

Que ciclo é este que se inicia com o novo álbum?
É o tal ciclo de amadurecimento a todos níveis mais acima de tudo artístico que trás como objectivo cimentar os mercados conquistados com o 1º álbum e porque não bater a porta de novos mercados tanto a nível de Africano como Europeu e Sul Americano.

Para quando o lançamento do tão aguardado novo album?
Vamos fazer de tudo para que no espaço entre julho e agosto o album esteja nas ruas

Que produtores para alem do Laton produziram para este novo album e que participações tras ?
Para alem do Laton temos beatz hots do Bu Square, do” Mad o Contrario”, SP, e Xoboli, Todos eles muito bem ao mais alto nível, em termos de participações temos Virgul, e Dino (Portugal), Djoji e Nelson Freitas de Cabo Verde e aqui da Banda Kanda, Edmasia, Anselmo Raph, Nice Dji, Nacobeta e Lawilca

Que titulo tem o álbum e porque este titulo?
Achamos que dada a fase do rap em Angola, a própria nossa carreira as questões que algumas pessoas levantaram sobre o que seria um álbum nosso depois do que foi o 1º álbum o titulo indicado depois do trabalho feito seria “Cartas Na Mesa”

Aonde foi feita a pós produção do álbum e que sonoridade poderemos encontrar no álbum?
Os acabamentos e a mistura foram feitos em Portugal e a Masterização na MasterdiskEurope em França, em termos de sonoridade procuramos manter a linha e o ideal sonoro de Os Kalibrados mas posso garantir que a maturidade e o crescimento musical é muito mais visivel neste álbum em relação ao 1º álbum temos desde cantos populares ao jazz clássico passando pelos ritmos quentes característicos da nossa terra em suma um álbum muito atraente em termos de vibes e estilos

Quantas exemplares pensam vender com este álbum?
Vamos ver como é que as coisas correm mas temos reservados para Angola 15 000 cds Que achamos ser o suficiente para as primeiras impressões.


O QUE TODOS QUEREM SABER DO VUI VUI E NÃO TÊM CORAGEM DE PERGUNTAR
Vocês têm noção que influenciaram a maior parte dos discos que saíram pós kalibrados? Em função disso, como vês o movimento hip hop na banda? Bom ou mau?
Sim. Olha, não sou de tapar o sol com a peneira, nem de enfeitar o que não tem jeito neste momento do que se tem ouvido, do que tem saído de facto podemos concluir o que o momento é mau para n dizer pior, mas acredito ainda assim que seja apenas uma fase porque rapers fortes todos sabemos que existem. O que se calhar é necessário que os álbuns sejam na prática tão fortes como na teoria todos rapes são.

Que frutos negativos gerou o sucesso do vosso primeiro disco?
Diz e muito bem o Mc K que uma gota de sucesso atrai um oceano de invejosos e com Os kalibrados a regra se manteve.

Diz-se por ai que tudo o que repaste depois do álbum em participações e mixtapes é uma resposta a provocações . É verdade?
Não! Modéstia a parte são muito poucos os que conseguem ter o vui frente a frente em batalhas e freestyle. Distingui-me em batalhas e todos sabem disso por vezes o que faço é simplesmente relembrar estes tempos mas sem alvo certo, amadureci muito como musico, cresci como pessoa e decidi fazer mais musica. Mais de 90 % destes raperes que suposta mente mandam rimas nunca os vi quando fazia batalhas ou na rádio ou nas ruas o que me leva a concluir que querem chamar atenção eles esquecem é que eu também já estive em baixo.

Certo, então essa fase faz parte do passado?
Yah. Avançamos na vida quando damos passos a frente

O personagem principal dos teus beefs era o Big Nelo?
Não pelo contrario. Tenho um enorme respeito pelo Big Nelo, alias para quem não sabe foi das primeiras pessoas a apadrinhar os Kalibrados. Mas por vezes as pessoas sentem necessidade de arranjar alvos para as rimas que outros mc’s mandam, mas por outro lado em freestyles ou skills como é mais representing, poderemos uma vez orr improviso buscar coisas ou palavras que as pessoas possam flutuar divagar sobre quem seria ou para quem seria uma rima ou outra.

No disco do Mega Fofo, bifaste o Boss Ac e o Valete?
Muito se tem falado sobre o free que fiz no álbum do mega fofo, vergo-me ao AC é um ídolo para mim, se hoje faço rap uma grande percentagem de incentivo pertence a ele e não escondo. Fiz uma punch que de facto toquei no nome dele mas sem querer suscitar beef ou provocação, tens o exemplo de um mc que é o shimo xl que tem nas suas rimas nomes de pessoas em combinações ou comparações.

Em relação ao quem manda no teu block, a reacção dos grupos foi a maior ferida dos Kalibrados, ou nem por isso?
Hehhahehhahhe, yah os rapes n gostaram muito não. Mas nós dissemos verdades não?!! Não falamos mal de ninguém, só cantamos o que conquistamos com nosso trabalho.
SINGLE KALIBRADOS - PARA DOWNLOAD
01 - BAM BRI BAM - DOWNLOAD
02 - ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE C/ DINO - DOWNLOAD
03 - MULHER FANTASMA C/ A. RALPH E NACOBETA - DOWNLOAD
BONUS VIDEO CLIPE BAM BRI BAM - DOWNLOAD VIDEO

Comentários

Big Gordón disse…
assumam os vossos erros, se beefou, assume, náo adianta dizer que respeitas o AC, pq se respeitasses não beefavas... seja mais terra terra Vui, não adianta tapar o sol com peneira, isso mazé é medo, o te mandem a resposta, mais fica descansado o AC é cota e brinca de beefes.....
Big Gordón disse…
È muito bom mesmo que cresceram, porque depois do que aconteceu em Dezembro com A Army No Cine Carl Max, so vos resta se renderem as evidências... mas a vida é mesmo assim, o peixinho da lagoa agora virou tubarão de verdade, é bom quando reconhecemos os bons... um big abraço pra voçês e sigam a vossa carreira com humildade e respeito assim atingirão bons patamares... fui Sempre Big Gordón na Casa, não custa nada, estamos a trabalhar.... Nívelllllllll
Anónimo disse…
Kalibrados sou vosso fã nao vou vos mentir adoro as vossas musicas, mais sem querer ofender Army é mesmo Army!!!

O vosso novo disco promete e bastante so espero q vcs no novo projecto tiram um pouco os Tubarao Branco do meu coraçao!!!

Um abraço e espero q continuem aqui!!!
Anónimo disse…
ya mas uma vez chuck de fliw na casa, e so pra dar a dica q a venda desses wis foi um sucesso e xpero q crescam ainda mas para atingirem o nivel da army. fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii hahahahahahahahahahhaha chuck na casa.
Anónimo disse…
Kalibrados para mi voces sao o melhor grupo em Angola é so recordar qual foi o primeiro grupo em Angola q todas as musicas do album tocou nas radios,festas discotecas,carros etc
Voces sao os meus idolos vos curtu bwe que continuam assim que xta muito bom,sempre a dar carga,e por ultimo evitam beef porq isso so ofusca o que voces sao...
One love

Mensagens populares deste blogue

RAINHA DA SUCATA