KID MC ASSOMBRA TRACTOR DE PIRANHAS (DOWNLOAD)

O cine Atlântico foi pequeno para albergar a multidão de fãs que deslocaram-se para assistir a apresentação do álbum Sombra de Kid MC, o terceiro da sua carreira a solo e com o rotulo da Madtapes.
Com um ligeiro e insignificante atraso, o show começou com apresentação e um freestyle da Eva RapDiva, dando ênfase a frase “lady’s first” ou seja prioridade as senhoras, que representou bem a classe, merecendo o reconhecimento do público, seguiram-se Hostil, Balta P, Lil Jorge, Reptile e para fechar o primeiro quadro Estilo Urbano.

A projecção na tela de um vídeo de Kid MC anunciava a sua entrada que começou o set dropando carga inicial, reeducação, nada a temer com Fly Skuad e aviso com Lucássio que assumiu o palco até ao segundo quadro do anfitrião na música muxima com MC K que estendeu a sua participação até a música “o porquê da investida”.


Como não é só do underground que vive o rap, duas inigualáveis vozes adoçaram a noite, Selda que desta vez não cantou descalça mas sim de sandálias, soltou o do, ré, mi, fá em soprano e a Nsoki  o só, lá, sí, dó em contralto, tornando aquele momento bem mais especial.


Hip hop é cultura, é arte, foi bonito ver a inteiração entre o Drunk Master e o público numa acapella, que foi valorizado pelo diferencial dos beats que saiam do MPC do Boni em forma de mentes criminosas.

Passaram pelo palco 2 pioneiros do hip hop angolano, Kool Klever e Bob da Rage Sense, GOD G e Simimi Ni Moyo, Raf Tag e Pretchina que actuaram até a altura em que a Eva RapDiva anunciou a surpresa da noite que na verdade não era surpresa, não passou na cabeça de ninguém que os convidados viriam do Rangel, mas sim, da Linha de Sintra na voz dos Dope Boys que agitaram a noite e estenderam o tapete vermelho para o Rei da LS, Sr. NGA que vestindo as cores da bandeira nacional honrou o titulo da sua majestade.


Para fechar o shows KID MC, mandou vir o acapella da música emboscada, cantou retaliação, o patrão vem já e para fazer o retrato de família todos os convidados foram chamados ao palco  para juntos cantaram a música O Incorrigível.

Parabéns a Mad Tapes, em particular ao Samurai pela boa organização deste show, que deixou claro que a label está mais preocupada em trabalhar em prol do bom rap angolano, não dando margens a desarmonias e disse e não disse. 

Sobre os Beefs 
Os artistas da Madtapes como rapers que são não ficaram indiferentes com os beefs a que têm sido vitima ultimamente, não é segredo para ninguém que as relações entre KID MC, Piraknídio e Extremo Signo  não são de chás e bolinhos, e sempre que houvesse oportunidades linhas grossas eram disparadas sem piedade principalmente para o Extremo Signo em resposta ao mau clima gerado pela música tractor e situações que antecedem, entre os madtapers o Lucassio pareceu ser o que tinha a língua mais afiada que agiu sem timidez, e KID MC não ficou atrás, com poucas linhas assombrou um tractor de piranhas, e deixou uma mensagem (audio) EXCLUSIVA para este blog para todos aqueles que persistem em beefar a MADTAPES, acompanhe:
clica aqui para fazer download

Comentários

Mensagens populares deste blogue

RAINHA DA SUCATA